quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Bóias no mar demarcam áreas de surf em Xangri-lá


A Prefeitura e a Associação dos Pescadores do Município de Xangri-Lá instalaram boias que demarcam as áreas de pesca e surf. As oito boias estão colocadas, desde a manhã desta quarta-feira (21/12), no mar, pouco além da segunda rebentação, onde os surfistas costumam pegar suas ondas.
O objetivo é oferecer a maior segurança possível tanto para os praticantes do esporte quanto aos pescadores. A ação é um projeto piloto da Prefeitura, inédito no Litoral do RS, que reúne o apoio do Ministério Público, Associação dos Pescadores e Federação Gaúcha de Surf.



O projeto também prevê a distribuição de folders, para surfistas e pescadores, no sentido de orientar o significado de cada boia. De acordo com os técnicos da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente, as boias estão divididas nas cores laranja e vermelha. As de cor laranja definem as áreas de surf, enquanto as vermelhas delimitam áreas de pesca.
Ainda esta semana, a Prefeitura implanta grandes banners, com mapas, nas entradas de Xangri-Lá, Rainha do Mar, Atlântida e ao longo da Avenida Paraguassu, indicando a localização de cada uma das áreas. Além dessas providências, Xangri-Lá já possui, desde alguns anos, a demarcação de cada uma das áreas através de placas na faixa de areia de sua orla.

(Fotos: Divulgação Secretaria de Turismo e Meio Ambiente) - Iniciativa é pioneira no Rio Grande do Sul.

Informações complementares podem ser obtidas na Secretaria de Turismo e Meio Ambiente de Xangri-Lá, pelo telefone (51) 3689 0615.

Marcelo Nitschke
Comunicação
Xangri-Lá

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

ONG maRSeguro na Abertura da Operação Golfinho

No sábado dia 17/12, às 14h na praia de Capão da Canoa, a ong maRSeguro esteve presente na abertura da operação golfinho.
Pedindo: “ Governador Tarso, adquira os JETSKIs para equipar os salvar vidas, o Litoral Gaúcho PEDE SOCORRO,..chega de afogamentos.”
ONG-Marseguro- Instituto Thiago Rufatto






quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Homenagem a Thiago Rufatto no programa Acontece na TV

Acompanhem a ótima reportagem feita por Carlos e Juliana do canal Acontece, programa Acontece na TV sobre a Homenagem a Thiago Rufatto, feita no dia 5 de Novembro na plataforma de Atlântida.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Áreas de Surf Sinalizadas no município de Imbé





Na ultima sexta feira dia 2 de dezembro de 2011 foram instaladas na orla do município de Imbé-RS placas que sinalizam as áreas reservadas a prática do surf, recebemos da secretaria do meio ambiente do município um mapa com estas áreas bem como a legislação que segue nesta página: 

No caso de encontrar algum tipo de cabo, rede ou outro artefato em desacordo com a lei, deverá acionar a Federação Gaúcha de Surf através do telefone 51 78126317 

LEI Nº 1328, DE 12 DE SETEMBRO DE 2011. 

"DEMARCA ÁREA PARA PRÁTICA DE SURF E PESCA NO MUNICÍPIO DE IMBÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.” 

O POVO DO MUNICÍPIO DE IMBÉ, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, POR SEUS REPRESENTANTES NA CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E EU, PREFEITO MUNICIPAL, EM SEU NOME SANCIONO A SEGUINTE, 

L E I : 

Art. 1º - A presente Lei define as áreas destinadas à pesca, pratica de surfe e outras atividades correlatas na Orla Marítima do Município de Imbé. 

Art. 2º - Fica estabelecida Área Especial compreendida entre a divisa com o Município de Imbé com o Município de Tramandaí, no centro do Rio Tramandaí, seguindo em direção ao Norte até o alinhamento central da Rua Bento Gonçalves com extensão aproximada de 380,00m. 

§ 1º – Nesta área é proibida a pesca e a prática de surf, bem como colocação de redes de qualquer tipo. Fica permitida nesta área apenas a pesca de tarrafa ou caniços. 

§ 2º - Esta área destina-se à saída de embarcações pelo canal do Rio Tramandaí. 

Art. 3º - Ficam estabelecidas, no Município de Imbé, as seguintes áreas exclusivas para a prática de surfe: 

a) Área de Surfe I – Com início no alinhamento central da Rua Bento Gonçalves, no Centro de Imbé, com término em frente à Rua Tancredo Neves no Balneário Presidente, com extensão aproximada de 2.150,00m. 

b) Área de Surfe II – Com início no alinhamento central da Rua Quartzo, no Balneário Nordeste, com término à Rua Aloys Roth no Balneário Mariluz Plano B, com extensão aproximada de 2.100,00m 

Art. 4º - Ficam estabelecidas, no Município de Imbé, as seguintes áreas exclusivas para pesca: 

a) Área de Pesca I – Com início na Rua Tancredo Neves, no Balneário Presidente, e término na Rua Quartzo, com extensão aproximada de 1.950,00m.

b) Área de Pesca II – Com início na Rua Aloys Roth, no Balneário de Mariluz Plano B, e término na divisa com o Município de Osório, com extensão aproximada de 1.950,00m. 

§1º: As áreas de Pesca I e II destinam-se à pesca de rede com cabo e pesca com botes. 

§2º: Para a pesca embarcada (botes), a colocação das redes deverá ser feita a 500,00m da costa. 

§3º: A entrada e saída do veículo para colocação do bote para pesca poderá ser feita dentro da área reservada para o surfe. 

Art. 5º - Nas áreas de Pesca I e II não será permitida a pesca de rede com cabo durante o período de veraneio, entre 15 de dezembro a 15 de março. 

Art. 6º - A pesca amadora, que utilize linha, caniço e anzol, no período entre 15 de dezembro e 15 d março, será permitida nas áreas de pesca no horário das 19h às 9h do dia seguinte, ficando nos demais meses. 

Art. 7º - Fica destinada para banho toda a orla do Município. 

Art. 8º - Para prática de esportes náuticos fica destinada a mesma área de prática de surfe I. 

Parágrafo Único – Fica destinada nesta área a Rua Tancredo Neves para acesso de veículos na faixa de praia para descarga de material para prática de esportes náuticos; após os veículos deverão ser retirados da orla. 

Art. 9º - O Poder Executivo Municipal deverá adotar as devidas sinalizações nas áreas de que trata a presente Lei, com os seguintes critérios: 

I – Colocação de marcos de madeira com 5 metros de altura acima do nível da areia, com faixas horizontais de 50 cm de largura cada, nas cores vermelho e preto para áreas de pesca e amarelo e preto para áreas de surfe. Os marcos deverão conter em sua extremidade superior, setas indicando o sentido da área correspondente; 

II – Colocação de placas no alto dos postes sinalizadores conterão o desenho correspondente a atividade. Sua dimensão será de 100cm x 150cm; 

III – Será de responsabilidade do pescador a colocação de bóias vermelhas perto dos balancins das redes e no local onde se encontra a âncora da rede. Na praia será colocada uma haste com bandeira vermelha alinhada com as duas bóias da rede e placa com identificação do pescador, endereço e número do RGP (Registro Geral de Pesca). 

Art. 10º – Revogadas as disposições em contrário, especialmente as da Lei n° 1021 de 31 de maio de 2006. 

Art. 11º - Esta Lei passa a vigorar a partir da data de sua publicação. 

GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE IMBÉ, em 12 de setembro de 2011. 

DARCY LUCIANO DIAS, Prefeito Municipal. 

REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE 

AILTON ANACLETO SANTANA, Secretário Municipal de Administração. 

LEI Nº 1339, DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 

"ALTERA A ALÍNEA “B” DO ART. 4º DA LEI MUNICIPAL Nº 1.328, DE 12 DE SETEMBRO DE 2011, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.” 

O POVO DO MUNICÍPIO DE IMBÉ, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, POR SEUS REPRESENTANTES NA CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E EU, PREFEITO MUNICIPAL, EM SEU NOME SANCIONO A SEGUINTE, 

L E I : 

Art. 1º A alínea ”b” do art. 4º da Lei Municipal nº 1.328, de 12 de setembro de 2011, passa a vigorar com a seguinte redação: 

b) Área de Pesca II – Com início na Rua Aloys Roth, no Balneário Mariluz Plano B, e término na divisa com o Município de Osório, com extensão aproximada de 4.250,00m. 

Art. 2º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação 

GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE IMBÉ, em 11 de outubro de 2011. 

DARCY LUCIANO DIAS, Prefeito Municipal. 

REGISTRE-SE E PUBLIQUE-SE 

AILTON ANACLETO SANTANA, Secretário Municipal de Administração.



Texto e fotos de Ondasdosul.com.br

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Rede de pesca a deriva interrompe competição em Osório

Etapa do Gaúcho Profissional foi interrompida por motivo de segurança

            O Matte Leão Surf Festival foi interrompido antes da bateria final da categoria Profissional devido à presença de uma rede de pesca a deriva na praia de Atlântida Sul, em Osório. Foram declarados vencedores os dois atletas finalistas, Daison Pereira (RS) e Beto Mariano (SC), seguidos por Rodrigo “Pedra” Dornelles e Alan Saulo, na terceira e quarta colocação respectivamente.





            A competição, que é apresentada pela Excelsior – tradicional centro automotivo de Porto Alegre – é válida pelo circuito Sul-Brasileiro e Gaúcho de Surf Profissional. Os atletas Amadores disputarão as baterias válidas pela quinta etapa do Estadual Amador neste domingo (04/12), a partir das 10 horas.
            Para os atletas Profissionais a premiação de R$ 15.000,00 (quinze mil reais), foi dividida de acordo com as fases disputadas, assim como a pontuação. A competição é homologada pela Abrasp. O cronograma completo pode ser conferido no http://www.surfpro.com.br/2011/fgs/pro02/.
            Enquanto todos os surfistas esperavam os dois finalistas chegarem no out side para começar a bateria final a organização do evento notou a presença de uma rede de pesca a deriva exatamente na posição ideal para a grande final. Imediatamente foi providenciada a retirada dos surfistas do local, buscando preservar a vida dos atletas. A FGSurf realizou um boletim de ocorrência junto a Brigada Militar, que acionou a Patrulha Ambiental para providenciar a retirada do artefato. No entanto, a equipe verificou, acionou o corpo de Bombeiros, que não pode realizar a retirada devido a falta de equipamentos, como um Jet Ski ou lancha.
O problema das redes de pesca é crônico no Rio Grande do Sul, único lugar no mundo em que este tipo de pesca é utilizado. Ao todo 49 vidas já foram perdidas após surfistas ficarem presos em redes ou cabos nos últimos 30 anos. A Federação Gaúcha de Surf luta para buscar uma alternativa que não ofereça risco para os atletas e também não dificulte o sustento dos pescadores.
O catarinense Beto Mariano, visivelmente emocionado, destacou a importância da segurança para a prática de esportes. “Quando estávamos dentro do mar e o Daison me avisou que era uma rede, imediatamente lembrei das famílias que ainda choram seus filhos mortos nas redes. A organização está de parabéns por parar o campeonato, a segurança deve vir em primeiro lugar sempre”, finalizou.
Já Daison Pereira lembrou que esta semana assistiu um documentário sobre a morte de Pepê Lopes, ocorrida enquanto o atleta competia de asa delta no Japão. “Fiquei com medo, não quero nem pensar em ver mais uma vida se perder”, comentou.
“Há bastante tempo já trabalhamos ao lado da Brigada Militar por melhores condições de trabalho para que eles possam nos auxiliar nas questões de segurança dentro do mar. A Brigada vêm fazendo o que pode, fiscalizando, retirando redes irregulares, mas desta vez não havia condições. Infelizmente ainda existe este tipo de risco no litoral. Não entendemos porque que a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros não possui Jet Ski no litoral gaúcho, a sociedade precisa cobrar uma solução do Governo do Estado”, declarou Orlando Carvalho, presidente da Federação Gaúcha de Surf.
Esta rede de pesca estava à deriva em Atlântida Sul devido a uma ressaca na costa gaúcha, ocasionando a corrente de Sul e Leste, nesta semana. Quando o mar apresentar este tipo de condições, surfistas e praticantes de outros esportes náuticos não devem entrar no mar. Para entrar é preciso realizar uma caminhada longa em toda a praia verificando se não existe nenhum artefato que coloque a vida do atleta em risco.
i9 Hidrotônico Air Show
O campeão do i9 Hidrotônico Air Show, uma disputa de manobras radicais e progressivas do surf, na categoria Profissional foi Daison Pereira, com sua nota 9,17 no quarto round da segunda fase. Neste domingo o atleta Amador que tiver a melhor onda será declarado vencedor do i9 Hidrotônico Air Show Amador.
A noite do sábado (03/12) foi reservada para a grande festa oficial do Matte Leão Surf Festival na casa noturna Eleven, em Imbé. Surfistas de todo o país estarão junto do público na grande festa em uma noite inesquecível. Para agitar a galera estão confirmados Madame Gaby, DJ Deeley feat Milkshake, Dani Garcia e ainda uma atração especial.
O patrocínio máster do evento é da Prefeitura de Osório, através da Secretaria Municipal da Juventude Esporte e Lazer, com o patrocínio do Matte Leão, I9 Hidrotônico, Maresia e Planeta Surf. A apresentação é da Excelsior Pneus. O apoio é da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Dragon, QIX, Wet Dream, Auckland, Glass Brothers, Revistas Solto, Sul Sports, Ondas do Sul e Think and Thank. A realização é da Federação Gaúcha de Surf.

Gabriel de Mello
Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf

sábado, 12 de novembro de 2011

Alerta de rede de pesca em área de surf no balneário Nordeste

Segundo informações so site Ondas do Sul há uma rede de pesca dentro da área de surf do balneário nordeste, portanto, se você é dessa região não surfe e se ver alguém entrando na água de a instrução para não entrar.





sexta-feira, 4 de novembro de 2011

ONG MARSEGURO realiza homenagem a Thiago Ruffato

Familiares e amigos do surfista e de outras vítimas farão manifestação na praia de Atlântida.

            No dia 01 de novembro de 2010, Thiago Ruffato perdeu a vida quando surfava na praia de Capão da Canoa. O surfista ficou preso em um cabo de rede fixa usado por pescadores, em uma área própria para a prática do surf e imprópria para a pesca. Ele foi a 49ª vítima, desde 1983, dessa tragédia no litoral gaúcho. 


Em dezembro de 2010, sua mãe, Neuza Martins Rufatto, transformou sua dor em força e fundou o Instituto Thiago Rufatto, legitimando uma antiga luta pela preservação da vida e por um mar seguro para todos. O movimento busca a mobilização da sociedade através de ações educativas e pressão política, para evitar que mais famílias passem pela mesma situação.
Um ano após o ocorrido, no dia 05 de novembro de 2011, amigos e familiares do Thiago e das outras vítimas voltam ao litoral para fazer uma manifestação na praia de Atlântida, próximo à Plataforma. Os objetivos são homenagear o Thiago Ruffato, apresentar o Instituto, conscientizar, sensibilizar e mobilizar a população que estiver na praia e chamar atenção para os órgãos públicos responsáveis.

A homenagem iniciará as 11 horas, com oração na beira da praia. Os presentes estarão carregando faixas e deixarão flores brancas no mar. Depois, surfistas convidados farão uma corrente de mãos dadas dentro da água, enquanto voluntários da ONG abordarão os banhistas que estiverem no local, distribuindo materiais de divulgação. Haverá também uma roda de violão no local, com a presença da banda Instinto Roots.

Paralelo à homenagem estará acontecendo a última etapa do Surf Treino da ASCAN  (Associação dos Surfistas de Canoas) em memória à Thiago Rufatto. Que está prevista para acontecer entre os dias 5 e 6 de Novembro, na plataforma de Atlântida."

Observação: a realização dos eventos depende de condições climáticas favoráveis. A confirmação será divulgada até o dia 03/11/2011 (quinta-feira).
  
Canoas, 01 de novembro de 2011.
Diretoria de Comunicação e Marketing do Instituto Thiago Rufatto
Telefone / E-mail (51) 99019841 tiagodutracardoso@gmail.com
Site

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

ONG maRSeguro realiza a primeira capacitação de voluntários

No domingo, 30 de outubro ocorreu a 1º capacitação de voluntários da ONG MARSEGURO. O evento, que reuniu 35 voluntários foi realizado em Canoas, na sede da ONG e contou com a presença de Guiga Narcizo, colaborador do Vida Urgente, que conversou com os presentes e apresentou dicas de abordagens. A capacitação visa preparar os voluntários para o evento de homenagem de um ano de falecimento de Thiago Rufatto, surfista e filho da presidente da ONG, que morreu por afogamento ao ficar enroscado em uma rede de pesca em novembro do ano passado. Thiago foi a 49º vítima, que perdeu a vida por ficar preso a uma rede de pesca desde 1983. A homenagem, que será realizada no dia 5 de novembro, às 11h na plataforma da praia de Atlântica visa também chamar a atenção da sociedade para a causa e os objetivos da ONG, que desde 2010 luta por segurança no mar gaúcho.

Foto: Ana Maria Boeira

A presidente da instituição, Neuza Rufatto realizou a abertura da capacitação e ao agradecer os voluntários emocionou a todos com suas palavras: “A presença de vocês é muito importante pra nós que perderemos nossos filhos desta forma tão trágica. Eu sei que nada trará meu filho de volta, mas se através da ONG nós conseguirmos evitar que mais famílias passem por essa dor eu saberei que nosso trabalho valeu a pena”.

Para as homenagens do dia 5, a ONG está preparando atividades como uma roda de surfistas, amigos de Thiago, que entrarão no mar com suas pranchas portando rosas brancas para chamar a atenção para a morte trágica do surfista, após haverá um show da banda de Reggae Instinto Roots, de Canoas, e os voluntários realizarão abordagens divulgando o trabalho da ONG.

“Quando há uma conscientização maior das pessoas, mais rápido ocorrem as mudanças”, afirma Felipe Longhi Malheiro do Conselho deliberativo da MARSEGURO ao ressaltar a importância da colaboração de todos. “Já alcançamos algumas mudanças significativas, mas há um longo caminho a ser percorrido”, complementa Neuza.

Sobre a ONG

O Instituto Thiago Rufatto foi criado em dezembro de 2010, por Neuza Martins Rufatto, que após a morte de seu filho, decidiu mobilizar a sociedade para evitar que mais familiares passem pela mesma dor.
Thiago Rufatto perdeu a vida no dia 1º de novembro quando surfava na praia de Capão da Canoa. O surfista ficou preso em um cabo de pesca de rede fixa numa área própria para a prática do surf e imprópria para a pesca.

O Instituto Thiago Rufatto reivindica por segurança, sinalização e demarcação das áreas de banhistas, pescadores e surfistas nas praias gaúchas, salva-vidas em todos os períodos do ano, estrutura de atendimento e socorro eficientes e qualidade nos hospitais do litoral. Além disso, luta pela qualificação do trabalho dos pescadores, para que seja proibida a pesca através de cabo de rede, visto que o apenas no Rio Grande do Sul este tipo de pesca é legalizado.

Objetivos
Cumprimento e fiscalização das Leis referentes à demarcação das áreas de pesca, lazer ou recreação na orla;
-  Substituição da pesca com redes de cabo fixo no Rio Grande do Sul por alternativas mais seguras e rentáveis.
-  Presença efetiva de salva-vidas capacitados e bem equipados, durante o ano inteiro, de maneira estratégica.
-  Aumento da estrutura de atendimento, socorro eficiente e qualidade nos hospitais do litoral;
-  Conscientização de banhistas e praticantes de esportes quanto aos cuidados no mar gaúcho. 

Texto de: Kamile Heineck
Voluntária ONG MARSEGURO

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

sábado, 8 de outubro de 2011

Preserve a Vida no Litoral

Na última quinta-feira, dia 06 de Outubro, integrantes do Instituto Thiago Rufatto acompanharam o lançamento da campanha "Preserve a vida no litoral". Iniciativa essa do Comando Ambiental da Brigada Militar (CABM). Essa campanha visa solucionar os problemas que ocorrem entre praticantes de esportes aquáticos e pescadores.

Foto: Tiago Cardoso
 O texto abaixo foi retirado direto do site da CABM, com informações importantes sobre a campanha

"O evento, na Câmara de Vereadores do município de Tramandaí, reuniu o comando-geral da Brigada Militar; os comandos Ambiental, de Bombeiros e do Policiamento Ostensivo do Litoral (CRPO Litoral); representações das secretarias estaduais da Segurança Pública, da Justiça e Direitos Humanos e do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo; da secretarias municipais de pesca, agricultura, meio ambiente e assistência social do Litoral Norte; vereadores e entidades de pesca e surf da região, além da ONG Mar Seguro.


Foto: Assessoria de imprensa da câmara de vereadores
O comandante-geral da Brigada Militar, coronel Sérgio Roberto de Abreu, fez o lançamento da campanha afirmando que a Corporação almeja estatística zero para situações que atentem contra a vida das pessoas.”Queremos que o Litoral seja lembrado pela celebração da vida e, dentro da política de atuação que a Brigada Militar vem desenvolvendo, com ações focadas na segurança do ser humano, a Corporação, por meio de seus Comandos, une forças com as comunidades, prefeituras, ONGs e entidades representativas da pesca e do surf para buscar a prevenção de acidentes e a preservação da vida”, declarou o coronel Sérgio. Ele entregou ao secretário adjunto da Justiça e Direitos Humanos, Miguel Velasquez, projeto para a aquisição de viaturas e jet ski destinadas ao policiamento ambiental.


Foto: Tiago Cardoso
O comandante do Comando Ambiental da Brigada Militar (CABM), tenente-coronel Ângelo Vieira da Silva, entregou ao comandante-geral o relatório realizado no último mês de setembro com o mapeamento das áreas delimitadas para pesca e surf e os pontos sem sinalização entre Torres e Mostardas. O documento está à disposição dos interessados na sede do 1º Batalhão Ambiental, em Xangri-lá. O comandante-geral da BM ainda recebeu a minuta para um decreto com o fim de padronizar a sinalização das áreas de pesca, surf e recreação, instituir sistema efetivo de controle, monitoramento e fiscalização, além de especificar as sanções e penalidades administrativas para os casos de descumprimento das regras, visando disciplinar os locais demarcados e garantir a segurança dos frequentadores da orla. “O mar é um bem comum de todos e buscamos estabelecer um fórum de debates para conjugar os interesses de todos os usos da orla marítima e minimizar conflitos”, destacou o tenente-coronel Ângelo."



Durante a apresentação da campanha, foram citadas diversas vezes que o surf no Rio Grande do Sul é somente para o lazer e a pesca é profissional, mas esta colocação está errada. Atualmente existem diversos surfistas profissionais no Rio Grande do Sul, e com certeza poderiam haver muito mais se houvesse mais interesse, por parte das autoridades, em cuidar do nosso litoral, em valorizar esse esporte que além de tudo, gera inclusão social, turismo e consequentemente riquezas para o nosso litoral.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Atletas da nova safra venceram atletas experientes em Arroio do Sal

Os surfistas da nova geração no Rio Grande do Sul mostraram toda sua força na primeira etapa do Circuito Estadual de Surf Amador, realizada neste final de semana (03 e 04/09) em Arroio do Sal. Bruno Carneiro e Luy Arman foram os atletas que mais freqüentaram o pódio, além do destaque Josias Pedrinha, que garantiu a melhor nota da competição com 8,65 na primeira bateria da categoria Open.

Representantes do Instituto Thiago Rufatto estavam presentes para conscientizar a todos sobre o perigo das redes de pesca.


O domingo de competição foi de sol, vento nordeste moderado e muito surf. Atletas experientes e renomados, como Ki Fornari e Jairo Lumertz, não se deram bem para cima dos jovens atletas que buscaram seu espaço na categoria Open. A chamada nova geração deu um verdadeiro show de surf, com manobras consistentes explorando todo o potencial de cada uma das ondas surfadas.

Robson Kestering garantiu o primeiro lugar na categoria Máster. Kyara Wolf também subiu ao ponto mais alto do pódio na Feminina. Entre os Iniciantes, Luy Arman foi o destaque, garantindo a primeira colocação, seguido de Guilherme Pereira e Nicolas Vedovatto. Na Longboard Jairo Lumertz foi o primeiro, Ipojucã Chaves o segundo, Sidnei Caponi o terceiro e André Lumertz o quarto. Na categoria Júnior o primeiro colocado foi Bruno Carneiro, que derrotou Eduardo Bergquist, Luy Arman e Marlon de Oliveira. Entre os Mirins, o melhor foi Peterson Marchese, seguido por Ricardo Kjelin, Gustavo Schimit e Luy Arman.

Entre os competidores da categoria Open o melhor foi Bruno Carneiro (12.40), que derrotou Mauricio Lopes (9,75) e Josias Pedrinha (9,75) e Ricardo Kjelin (8,20). Bruno optou em todas as baterias por garantir as duas primeiras ondas no out side e depois vir surfar na beira. Já na bateria final da categoria Open o atleta escolheu buscar todas as suas ondas no out side. “Estou muito feliz pelas duas vitórias que tive hoje. Acredito que fiz as escolhas corretas e consegui derrotar os adversários, que acima de tudo tem muita qualidade e dificultaram minha vida. Gostei muito do evento e agora é se preparar para as próximas etapas e para o Brasileiro”, finalizou.





Segundo o presidente da Federação Gaúcho de Surf, Orlando Carvalho, a competição foi uma grata surpresa. “Ontem o vento atrapalhou muito, mas hoje o dia foi muito bom, embora o vento ainda incomodou muito hoje. Não esperava este número de atletas, além de ver a evolução de atletas como o Josias Pedrinha, que mostrou um surf muito bom, o Bruno Carneiro, o Luy Armen, o Guilherme Pereira, esta nova geração está buscando seu espaço com um surf de qualidade. Também temos de festejar novos atletas que vieram participar conosco, como os meninos de Arroio do Sal e muito outros. Agora vamos nos preparar para as próximas etapas e para o Brasileiro. Agradeço os patrocinadores e atletas que estiveram conosco nesta competição”, comentou.





Para conferir todos os detalhes de cada uma das baterias do sábado e do domingo acesse: http://www.surfpro.com.br/2011/fgs/amd01/.

O circuito Estadual tem a realização da Federação Gaúcha de Surf, a apresentação das Lojas Planeta Surf e Prefeitura Municipal de Arroio do Sal, contou com o patrocínio da Maresia. A cobertura das revistas Solto, Vaibe e Sul Sports, o apoio da Associação dos Surfistas de Arroio do Sal (ASURFSAL), Associação Gaúcha Town In (AGT), Wet Dreams, Auckland Surfboards, GlassBrothers, Dragon, Qix e Think and Thank.


Texto de: Gabriel de Mello
Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf
51 99429922 – imprensafgsurf@gmail.com - @FGSurf – www.fgsurf.com.br





sexta-feira, 12 de agosto de 2011

GRÁFICO: O que fazer na hora do surfe para não ficar preso em cabos de pesca

Este ÓTIMO material, desenvolvido juntamente com Orlando Carvalho da FGSurf está publicado no ClicRBS Esportes. Clique na imagem abaixo e reconheça os artefatos que colocam a vida dos surfistas gaúchos em risco.

Parabéns a todos envolvidos por essa grande iniciativa.


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Jornal da Band fala sobre as mortes em redes de cabo fixo no RS

O Jornal da Band, transmitiu na última terça-feira (08/08) uma matéria sobre as mortes de surfistas presos a redes de pesca no litoral gaúcho.

Gostaria de usar esse espaço para agradecer a todas pessoas que fizeram essa matéria acontecer, de uma forma ou de outra, mas principalmente ao amigo Emanuel Sava que teve a iniciativa, e um agradecimento especial ao Boechat, que foi muito atencioso com a nossa causa, levando o assunto ao Jornal da Band, em seu programa na Band News e também mandou uma nota para a revista IstoÉ.

Assista a reportagem:


quinta-feira, 4 de agosto de 2011

ONG maRSeguro em debate com a Secretária do Meio Ambiente

Na última quarta-feira, dia 03/08/2011, representantes da ONG maRSeguro foram até a secretaria do Meio Ambiente onde lá foram recebidos pela secretária Jussara Cony. Essa reunião tinha como objetivo a apresentação do Instituto Thiago Rufatto, assim como a apresentação de nossas reivindicações através de um documento de denúncia, o mesmo que foi apresentado na Secretaria do Turismo. Além dessas apresentações, levamos ao conhecimento da Sr Secretária, a portaria de número 54 do IBAMA/SC que proíbe a pesca com redes de cabo fixo. A mesma, nos informou que não tinha conhecimento dessa portaria, mas que iria informar-se sobre sua aplicabilidade no litoral Gaúcho

Representantes da ONG maRSeguro juntamente com representantes da Secretaria do Meio Ambiente

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ONG maRSeguro em debate com a Secretaria do Turismo

Esta matéria, abaixo, foi enviada pela acessoria de imprensa da Secretaria de Turismo. Gustaria de destacar algo importante e que não ficou muito claro nesse texto.

Não queremos um maRSeguro somente no verão, queremos em todas as estações e épocas, no verão falta equipamentos e salva-vidas, no inverno, sobra redes de pesca!!

"A secretária do Turismo, Abgail Pereira, recebeu na tarde desta quarta-feira (27), representantes da ONG Mar Seguro - Instituto Thiago Rufatto que entregaram reivindicações para o próximo verão no Litoral Norte. O objetivo da ONG é evitar que mais pessoas morram presas às redes de pesca.


De acordo com Neuza Rufatto, mãe do surfista Thiago Rufatto, que perdeu a vida aos 18 anos no dia 1° de novembro de 2010, em Capão da Canoa, a ONG surgiu para conscientizar a sociedade e o Governo sobre o problema das redes colocadas no mar. Neuza solicitou à secretária medidas que possibilitem que os salva-vidas permaneçam no litoral durante o ano todo ou, pelo menos, nos feriadões. "Nossos jovens não querem mais ir para as praias do litoral gaúcho por causa da insegurança. Além das redes, não há proteção também nas guaritas", afirma.


Segundo a secretária, este ano o veraneio será pensado com uma antecedência maior, visando resolver os problemas que se repetem a cada verão. "Temos de pensar não apenas no mar seguro, mas também no entorno, como a operação Balada Segura que já foi implantada neste Governo", diz.


Para Abgail, os pedidos da ONG são bastante oportunos. "As reivindicações de vocês são justas e humanas. Me comprometo a levá-las ao conhecimento do Governo, mas posso assegurar agora que este assunto estará na pauta da Operação Verão. Serei a voz de vocês nesta gestão", assegura."

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Data alterada para a Ação de doação de Sangue ONG maRSeguro e ASCAN

Devido a reajustes do Hemocentro a data da ação foi alterada para o dia 05/08/2011. Mais informações no post abaixo.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Doe Sangue - 1° AÇÃO ONG maRSeguro + ASCAN

ATENÇÃO GALERA:
1° AÇÃO ONG maRSeguro + ASCAN
DOAÇÃO DE SANGUE
Uma unidade móvel do Hemocentro POA vai vir a Canoas
Dia: 29/07/11 ( sexta-feira )
Hora: 9h as 16h
Local: Rua 2 , 170 - IGARA 3 - Canoas/RS | Próximo a transportadora Nova Era na Boqueirão.
Todos convidados a fazer a doação nesse dia, Compartilhem.



Por que doar Sangue

Muitas pessoas não sabem que doar sangue é simples, rápido e não dói. Desconhecem que todo ser humano em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo a sua saúde.

Doação de sangue é vida gerando vida

Todos os dias, infelizmente, acontecem acidentes. Pessoas sofrem cirurgias de urgência. Elas aguardam que pessoas façam um gesto de solidariedade e doem sangue para reabilitar a vida.

Não só os acidentados precisam de transfusões. Quem sofre queimaduras e os hemofílicos, por exemplo, também necessitam delas.

Se cada cidadão saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques. O sangue não tem substituto e por isso a doação voluntária é fundamental. Uma simples doação pode salvar muitas vidas. Inclusive a sua.

E lembre-se: os intervalos para doação são de 60 dias para homens e de 90 dias para mulheres.

DOAR SANGUE É COLABORAR NA PRESERVAÇÃO DA VIDA!!!

sábado, 25 de junho de 2011

Adquira já sua camiseta da ONG maRSeguro

Esta peça possui tecnologia que respeita o meio ambiente. Uma prova disso é a mistura entre algodão e garrafa PET na composição de seus fios. Use, abuse e salve a natureza.

Adquira já a sua por apenas R$ 30,00. 
Enviamos para qualquer do Brasil e Exterior.

Basta nos enviar um email (ong.marseguro@gmail.com) com seu endereço, quantidade, cor e tamanho desejado que retornaremos com as formas de pagamento.

Tamanhos disponíveis:
Camisetas: M - G - GG
Babylooks: P - G - GG




quarta-feira, 22 de junho de 2011

Não deixe a turma do surf ficar incompleta

Vídeo institucional da ONG maRSeguro que mostra o depoimento da mãe de Thiago Rufatto, a Neuza Rufatto, que é a presidente da nossa organização, e também dos amigos que estavam junto no dia do incidente.

Seja consciente, antes de entrar no mar, percorra toda a área de surf para ver se não há nada que possa comprometer sua segurança, verifique por cabos na areia e bóias dentro do mar.

Denuncie redes em áreas de surf através do 190 e também através do nosso email (ong.marseguro@gmail.com).

Produção e Direção: Fernanda Schonardie

ONG maRSeguro - Instituto Thiago Rufatto



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Resultados do debate sobre as áreas de surf/pesca em Imbé


Aconteceu hoje, dia 20 de junho de 2011, uma audiência pública para debater as áreas de surf e pesca no Município de Imbé, em torno de 50 representantes das duas categorias fizeram-se presente na Câmara de Vereadores do município.


Antes do debate os principais representantes do pescadores, surfistas e políticos, reuniram-se a fim de esclarecer alguns pontos, levando suas decisões para o público. Porém, ficamos sem definição alguma.

O que acontece atualmente no Município de Imbé é que há diversas áreas de surf, entre as áreas de pesca, porém, a maioria delas não chega na extensão mínima permitida, que é 2.1 km. O que os surfistas dessa região querem é, unificar essas áreas. Com o objetivo de tornar o surf e a pesca da região organizados.


De um lado se surfa, do outro se pesca. Os benefícios dessa divisão viriam para as duas partes, os pescadores não teriam os surfistas entre suas redes, espantando seus peixes. Os surfistas não precisariam surfar preocupados com as redes, e nem preocupados em aumentar a estatística que já contabiliza 49 pessoas mortas nesse tipo de rede, que tem seu cabo fixo à praia.

Para acontecer essa divisão é necessário remanejar 6 (seis) cabos, ou seja, seis pescadores precisam mudar seu local de pesca. Foi aí que o assunto ficou indefinido. Na pré-reunião a Sra Nilza, titular de um desses cabos falou em nome de seus companheiros, que aceitava o remanejo, visto que a FGSurf empenhou-se em levantar os recursos para realizar essa troca de local, os pescadores não teriam nenhum custo com isso. Já na audiência pública os outros pescadores se mostraram contra a posição de Nilza. Os donos desses 6 cabos irão se reunir para discutir se tem interesse em fazer essa mudança e pra onde querem ir. Eles podem simplesmente dizer que não querem sair dali, ou - dificilmente - escolher outro local para colocar seus cabos.

Público presente no debate



Vale registrar também o que um dos vereadores presentes, o Sr. José Paulo Firme da Rosa - CABO FIRME (retificado o nome do vereador com a dica de Fábio Souza), falou aos gritos que Orlando Carvalho estava querendo comprar os pescadores, sendo que a proposta seria arcar com os custos do remanejo, mas não comprá-los.

Resumo: Ficou definido que os pescadores vão definir como vai ficar. Realmente redundante.

Os políticos presentes eram: Presidente da Câmara de Vereadores de Imbé, o vereador Nilton da Presidente, 1º vice-presidente, Vereador Dino, Vereador Jair Grassi, Vereador Cabo Firme, Vereador Ique, Vereador Marco Antonio de Quadros, Vereador Fabricio Rebechi Haubert, Vereador Nilton Gaudério.

Orlando Carvalho - Presidente da Federação Gaúcha de Surf - Foto: Tiago Cardoso
Darcy Luciano Dias - Prefeito de Imbé - Foto: Tiago Cardoso
Perseu Barbosa - Presidente da Associação dos Pescadores de Imbé - Foto: Tiago Cardoso
O principal articulador na mesa representando os pescadores foi Perseu Barbosa, presidente da Associação de Pescadores de Imbé, enquanto Orlando Carvalho da Federação Gaúcha de Surf (FGSurf) realizou seu discurso representando os surfistas de Imbé e do Rio Grande do Sul.

Dentre os mais de 20 surfistas presentes no público estavam também os representantes de outras praias e associações: Cristian Winter, presidente da Associação de Surf e Proteção de Atlântida, o presidente da Federação Gaúcha de Tow-In, César Kruger, Toninho, que é vice-presidente da Associação de Surf de Imbé, a Associação de Surf de Cidreira (ASC) compareceu em peso, com seu presidente Eduardo Freitas, vice Dennis Vilarinho, 1º Secretário Fábio Guedes e 2º Secretário Daniel Portela. Eduardo Rapach estava fazendo a cobertura pro site Ondas do Sul. A Associação de Salva-Vidas Civis presente, foi representada por César Belmonte e Otávio Medina, o quais também representaram a ONG maRSeguro junto com Fábio Lucas de Souza e Tiago Cardoso.











domingo, 19 de junho de 2011

Audiência Pública para discutir áreas de pesca e surf em Imbé

Comunidade do Surf unida para evitar a 50ª morte em redes na costa gaúcha

            A Federação Gaúcha de Surf (FGSurf) convoca todos os surfistas, familiares e simpatizantes do nosso esporte, para uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Imbé, nesta segunda-feira (20/06) às 15 horas, para discutir uma solução para as áreas destinadas a pratica esportiva (Surf) nos balneários de Mariluz, Albatroz, Santa Terezinha, Imara e Imbé.
            A audiência foi solicitada pela Federação Gaúcha de Surf através do vereador Fabrício Rebech, que de pronto atendeu ao pedido. Os surfistas precisarão comparecer em bom número para buscar a sensibilização dos parlamentares frente ao problema. “Precisamos mostrar nossa força e acima de tudo que queremos defender a vida. O respeito às áreas é um primeiro passo para que não tenhamos mais mortes no Rio Grande do Sul. Mas queremos o fim deste modelo ultrapassado de pesca, que oferece risco para a vida de milhares”, comentou Orlando Carvalho, presidente da FGSurf.
            Para denunciar uma rede ou cabo fixo contate o presidente da FGSurf através do telefone 51 78126317, ou do e-mail orlandocarvalho@fgsurf.com.br.



Gabriel de Mello
Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf
51 99429922 – imprensafgsurf@gmail.com - @FGSurf  

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Audiência Pública em Imbé - Dia 20/06 as 15hs

Segunda feira, dia 20/06 as 15hs, haverá uma audiência pública na câmara de vereadores de Imbé, é importante que os surfistas compareçam em bom número para que possamos pressioná-los. Foto: Ondas do Sul

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Matéria na RBS sobre a sinalização das áreas de surf no RS

Começa aos 8min e 55s uma reportagem da RBS que fala sobre a demarcação das áreas de surf no Rio Grande do Sul. O entrevistado Anderson Bildhauer, é diretor técnico da ASQUI (Associação dos Surfistas de Quintão). Veja! Comente!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Apreensão de redes de pesca ilegais

Durante uma operação de Fiscalização no Rio de Palmeres e na Lagoa do Casamento, na localidade de Palmares do Sul, que se estendeu do dia 05 de maio (quinta-feira) até a data de hoje, dia 09 de maio (segunda-feira), a Guarnição do Batalhão Ambiental do litoral, apreendeu em torno de quatro mil metros de redes, visto que não tinham licença para esta prática, bem como, as redes de pesca estavam fora da medida permitida, e efetuaram a prisão de dois indivíduos infratores, por porte de arma (uma espingarda calibre 22) e por terem em posse dois pássaros silvestres (Trinca ferro e um frade) sendo que um destes infratores fa tinha passagem pela polícia, com registro de três abigeatos praticados. Foi recolhido também, dois barcos, sendo um de fibra e outro de madeira, que estavam sendo utilizados para caça ilegal.




Os pássaros foram encaminhados ao zoológico de Sapucaia e os infratores foram autuados e responderão aos processos legais.

As redes e os barcos foram recolhidos para a sede da Polícia Ambiental da Brigada Militar de Osório.

Um Forte e Verde Abraço

TCel Tedesco

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Apreensão de redes e tarrafas pela Policia Ambiental

Policiais Militares do Batalhão Ambiental do Litoral Gaúcho realizaram neste ultimo fim de semana, várias operações de fiscalização de pesca ilegal em Mar e nas Lagoas de Cidreira, Pinhal, Palmares do Sul e Mostardas, tanto nas barreiras realizadas nas estradas, quanto nas operações embarcadas no mar, rios e lagoas foram recolhidas no total 23 redes de pesca, 09 tarrafas e 02 espinhéis, que ficavam instaladas tanto nas lagoas, quanto nas praias em áreas de banho e de surf, oferecendo riscos aos banhistas e aos praticantes de esportes aquáticos.





Todo o material foi recolhido ao quartel do Batalhão Ambiental de Osório, para as devidas providências Legais.

O Major Tedesco, Comandante do 1º Batalhão Ambiental, com sua área de ação em todo o Litoral Gaúcho, agradece o apoio da população, pois graças as denúncias direcionadas a Polícia Ambiental, se conseguiu localizar estes crimes ambientais.

Um Forte e Verde Abraço
Major Tedesco
Cmt do 1º Btl Ambiental BM